Exército agarti

De Crônicas de Atlântida - Wiki

O exército de Agarta é formado normalmente pelos súditos da casta tauta em idade militar, aos quais se agregam, quando preciso, os tautas da reserva. Normalmente, os tautas do sexo masculino servem o exército dos 40 aos 60 anos e permanecem na reserva até os 90. As mulheres são consideradas parte da reserva dos 40 aos 60, mas podem optar pelo serviço ativo, neste caso formando o corpo das valquírias, análogas às leguezés atlantes. Guerreiros podem se casar depois de concluído o treinamento, mas apenas dentro de sua casta.

Agartis de outras castas acompanham o exército como capelães, administradores de provisões, carregadores e provedores de serviços e podem pegar em armas para defender a si mesmos. Estrangeiros e hilotas não são incorporados em hipótese alguma, mas os oficiais têm direito a um ou mais hilotas como servidores pessoais, dependendo do posto.

O exército é organizado em 7 aksas, subdivididas em 70 sainas e 210 kyamus, contando cerca de 2,5 milhões de combatentes em tempo de paz. A base de recrutamento é normalmente territorial, mas os interessados podem apresentar-se como voluntários para outras regiões e em tempo de guerra, podem ser designados para qualquer região.

As sete aksas são:

  1. Mairu: o coração do Império, onde se localiza a capital Xambala-Manova, o mar de Helcar e o monte Mairu, fazendo fronteira com Aíria e Bárata
  2. Kaitumala: região ocidental, berço do império Agarti e fronteira com as possessões atlantes e com Acaia
  3. Kuru: região norte, fronteira com terras controladas por tribos helcarianas livres
  4. Mandara: região nordeste, fronteira com o que resta do Império Mugal
  5. Bhadrasva: região leste, incluindo o centro do antigo Império Mugal e sua antiga capital Yaungdyengh
  6. Mahalanka: península e arquipélagos do sudeste
  7. Ramanaka: ilha no leste, a antiga Zjoey dos mugais

Em tempo de paz, os tautas são treinados da puberdade ao início da idade adulta antes de serem incorporados às sainas. Em princípio, todos os guerreiros não desonrados são considerados aptos a serem promovidos a oficiais, sem distinção, recebendo treinamento adicional quando julgado prontos para isso.

Hierarquia militar

Posto ou graduação Equivalente
aproximado
Comando Número de comandados da ativa
(número pode até triplicar com reservas)
Mahasainapati Marechal Aksa, formada de 3 ou mais sainas (em média, 10) 105 mil ou mais (tipicamente 350 mil)
Sainapati General-de-exército Saina, formada de 3 kyamus 35 mil
Kyamupati General-de-divisão Kyamu, formada de 3 pritamas 11.664
Pritanapati General-de-brigada Pritana, formada de 3 vahinis 3.888
Nayaka Coronel Vahini, formada de 3 ganas 1.296
Gananayaka Major Gana, formada de 3 gulmas 432
Gulmika Capitão Gulma, formada de 3 mughas 144
Mughaneta Tenente Mugha, formada de 3 pattis 48
Padika Sargento Patti ou grupo de combate 16
Yaudha Cabo guerreiro graduado 2 a 6
Bata Soldado guerreiro iniciante -
Siksu Aluno de escola militar avançada aprendiz de guerreiro -
Kanya Aluno de escola militar básica futuro guerreiro -