Gutis

De Crônicas de Atlântida - Wiki
Gutis2.jpg

Para os senzares, Gutis, esposo de Minzin, é o deus da estrela Pagzin, símbolo do eixo celeste em torno do qual se movem as constelações, dos dracos, dos juramentos e das leis. Em seu nome são feitos os juramentos mais solenes e o castigo de quem os rompe, segundo a crença geral, é ser destinado ao Tártaro após a morte, em vez do relativamente ameno Hades, destino da maioria das sombras dos mortais, ou da transformação em gênio, reservada a uns poucos humanos excepcionais ou queridos dos deuses.

No Templo de Varjá, no centro de Atlântis, uma representação de Gutis protege uma grande estela de esmeralda na qual está inscrito em senzar o juramento com o qual, a cada 11 anos ou Kih, todos os soberanos da ilha de Rutá renovam sua aliança e a fidelidade ao Casal Imperial de Atlântida.