Hierarquia civil

De Crônicas de Atlântida - Wiki

Uma hierarquia civil formal é a base da organização da sociedade atlante tradicional, extremamente consciente de questões de estatuto, privilégio e prestígio, que são em boa parte independentes da riqueza material e de posições de poder.

Em senzar, sufixos de tratamento são freqüentemente agregados aos nomes das pessoas com as quais se fala. Em relacionamentos mais formais ou entre desconhecidos, esses sufixos são ligados ao estatuto pessoal. O estatuto é determinado em parte pelo nascimento: uma pessoa livre que não seja de uma família real é considerada, ao nascer, como do grau hierárquico imediatamente inferior à sua mãe, até o mínimo de buciós (plebeu), tratado por -bu. Da mesma forma, outros nomes de estatutos se transformam em sufixos ao se excluir a terminação -ciós.

O estatuto dos cidadãos adultos livres costuma ser mostrado pelo número e composição de uma corrente de metal usada a tiracolo; o de servos, por uma coleira. Normalmente, só um buciós apareceria em público sem a insígnia do seu estatuto.


Categoria Estatuto Equivalente
aproximado
Tratamento Insígnia Número em Atlântida Renda anual típica em ases
Realeza Vatarciós Imperador -vatar coroa imperial 2 100.000.000
Tarciós Rei (soberano de reino federado ou independente) -tar coroa real (só nos reinos federados) 10.000.000
Quarciós Príncipe (membro da casa imperial) -quar tiara imperial 3.000 100.000
Kalciós Infante (membro de uma casa real) -kal tiara real (só nos reinos federados) 30.000
Aristocracia
(Correntes-de-ouro)
Vaciós Grão-duque, condestável -vá 3 correntes de ouro 100 300.000
Kunciós Duque ou duquesa -kun 2 correntes de ouro, 1 de prata 300 100.000
Hociós Marquês ou marquesa -hó 2 correntes de ouro 1.000 30.000
Pasciós Conde ou condessa -pás 1 corrente de ouro, 2 de prata 6.000 10.000
Ciciós Visconde ou viscondessa -ci 1 corrente de ouro, 1 de prata 30.000 6.000
Nemciós Barão ou baronesa -nem 1 corrente de ouro 60.000 3.000
Pequena Nobreza
(Correntes-de-prata)
Hinciós Baronete -hin 3 correntes de prata 300.000 1.500
Zeciós Grande cavaleiro -zê 2 correntes de prata, 1 de bronze 600.000 900
Siociós Cavaleiro, "sir", "dame" -sió 2 correntes de prata 3.000.000 540
Zorciós Escudeiro, "squire" -zor 1 corrente de prata, 1 de bronze 6.000.000 200
Quanciós Moço fidalgo -quan 1 corrente de prata 10.000.000 100
Plebe
(Correntes-de-bronze)
Keciós Plebeu notável -kê 3 correntes de bronze 30.000.000 75
Binciós Plebeu honrado -bin 2 correntes de bronze 20.000.000 60
Buciós Plebeu livre -bu 1 corrente de bronze ou nada 10.000.000 40
Cativos
(Coleiras)
Posciós Vassalo -pós coleira de ouro 40.000 1.000
Nuciós Servo -nu coleira de prata 4.000.000 40
Rarciós Escravo -rar coleira de bronze 12.000.000 10
Varciós Não-pessoa -var coleira de ferro 4.000.000 0

Todas as crianças são avaliadas durante a infância por seus mestres e pelos juízes e sacerdotes de sua comunidade e estes, de acordo com seu julgamento de sua capacidade física, mental e moral, podem reclassificá-las para cima ou para baixo até o início da idade adulta. Na prática, é raro que sejam promovidas ou rebaixadas mais de um grau.

Uma vez adulto, um atlante sobe, desce ou mantém seu estatuto em função de seus atos e realizações, segundo o julgamento de conselhos de atlantes de estatuto superior. A mera acumulação de riqueza não é suficiente para garantir a elevação de estatuto: é preciso gastar boa parte dela em benefício público – construir, melhorar ou restaurar monumentos e logradouros públicos, financiar festas populares e religiosas, fazer doações a templos, distribuir alimentos aos pobres etc.

Um grau elevado pode ser atribuído a um guerreiro, sacerdote, mago, mercador, prostituta ou artesão cujo mérito seja reconhecido – ou mesmo a um trabalhador não qualificado que demonstre virtudes nobres e heróicas. Todas as mudanças de estatuto são publicamente registradas e anunciadas. A posse de estatuto adequado confere privilégios legais e políticos (inclusive voto, possibilidade de participação em conselhos de distrito e província) e é necessário (não suficiente) para deter certos cargos públicos, militares ou religiosos - em muitos casos, a promoção nestes campos só é possível se houver simultaneamente a elevação de estatuto civil.

Os estatutos estritamente hereditários (transmitidos de mãe para filho) são os de quarciós (membro da família imperial de Atlântida) e kalciós (membro de uma família real de um dos nove reinos de Rutá federados à Atlântida, ou de um reino estrangeiro reconhecido pelo Império como independente).

O imperador e a imperatriz têm o grau de vatarciós, que não é estritamente hereditário: caso os filhos, filhas, sobrinhos e sobrinhas não lhes pareçam suficientemente qualificados, podem designar como herdeiros quaisquer quarciós que sejam pelo menos onze anos mais jovem, que serão adotados como filhos ou filhas pela imperatriz.

Os reis têm o título de tarciós, cujas regras de transmissão variam de reino para reino mas também não seguem, em geral, a estrita hereditariedade e o herdeiro sempre é escolhido entre os kalciós da respectiva família real, que em todo os nove reinos são de origem senzar.

Ver também

Hierarquia militar

Hierarquia naval