Ber

De Crônicas de Atlântida - Wiki
Revisão de 14h53min de 1 de agosto de 2009 por Ictoon (discussão | contribs) (Nova página: Na terminologia militar e naval senzar, '''ber''' é uma turma ou pelotão de trinta a setenta guerreiros ou marinheiros. Na infantaria, ''ber'' é apenas uma divisão ocasional e in...)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)

Na terminologia militar e naval senzar, ber é uma turma ou pelotão de trinta a setenta guerreiros ou marinheiros.

Na infantaria, ber é apenas uma divisão ocasional e informal de uma zebás, mas na cavalaria é a principal unidade tática, embora seu comandante tenha o título de bastô (literalmente, "chefe de cem"), por ser equiparado a um bastô de infantaria do ponto de vista hierárquico. No exército, bertô ("chefe de ber") é um título honorífico concedido a veteranos que desempenham funções importantes na zebás, tais como a de corneteiro ou porta-bandeira, mas que normalmente não têm responsabilidade de comando.

Na marinha, ber é uma turma de cinquenta a setenta marinheiros e o bertô atua de fato como seu supervisor. Os navios de guerra são tradicionalmente classificados de acordo com o número de beres que constituem sua tripulação, como adrém (literalmente, "navio de uma (turma)"), zemrém ("navio de três (turmas)"), urém ("navio de cinco (turmas)") e sabrém ("navio de dez (turmas)").