Clã

De Crônicas de Atlântida - Wiki
(Redirecionado de Clãs)
Zi.gif Pau.gif Bau.gif Ralfu.gif Gon.gif Guar.gif
Zi Pau Bau Ralfu Gon Guar
Rio.gif Za.gif Pasa.gif San.gif Oh.gif Tos.gif
Rió Pasá Ôh Tós
Hihn.gif Quar1.gif Xar.gif Veh.gif Ka.gif Luto.gif
Hihn Quar Xar Cor de luto

Os clãs senzares ou zós são formados por muitas famílias unidas por parentesco e linhagem, que supostamente descendem de um ancestral comum. Alguns grandes clãs estão espalhados por todo o mundo da cultura senzar, enquanto outros são mais localizados e sua importância relativa varia muito de cidade para cidade e mesmo de vila para vila, embora o clã imperial Xar seja dominante em todo o Império.

Todo senzar livre nasce no clã de sua mãe, no qual normalmente também se casa e morre. Salvo casos muito raros de adoção, só deixam o clã se forem reduzidos a servos, escravos ou não-pessoas. Se forem alforriados, retornam à liberdade no clã do antigo senhor.

Cada clã escolhe em uma ou mais comarcas ou bairros de Atlântis um grande patriarca e uma grande matriarca que arbitram os conflitos entre suas famílias, arranjam casamentos quando necessário e lideram o clã na disputa de poder e honrarias com os demais. Além disso, os grandes patriarcas e grandes matriarcas da capital escolhem um patriarca supremo e uma matriarca suprema que representam cerimonialmente a totalidade do clã junto ao Casal Imperial e teoricamente o chefiam em todo o Império. Além de reverenciar os deuses e costumes comuns a toda a sociedade, cada clã cultua rituais e santuários próprios, conserva segredos gradualmente revelados aos jovens no processo de iniciação e tem maneiras características de se portar, de se vestir e de cortar e pentear os cabelos.

Os Zi (Leão) são tidos como combativos, orgulhosos e ousados, usam roupas vermelhas com detalhes amarelos e seus homens usam cabelo solto e barba, lembrando uma juba de leão; os Quar (Tartaruga) são considerados determinados, implacáveis e lascivos e usam vermelho-escuro e cabelo curto; os Hihn (Águia) passam por estudiosos, inteligentes e organizados, vestem azul e usam o cabelo enfeitado com penas.

Os Pau (Puma) vestem-se de negro e cinzento; os Bau (Unicórnio), de branco e dourado; os Ralfu (Tigre), de amarelo e negro; os Gon (Cão), de cinzento; os Ôh (Touro), de rosado; os Ka (Arco-Íris), de listras multicores; os Vêh (Chuva) de listras azuis e brancas; os Rió (dragão), de azul e branco, os Sã (Cervo), de verde; os Pasá (Garça Branca), de branco, os Guar (Draco), de vermelho e branco; os Tós (javali), de negro; os Us (urso) de castanho-escuro; os Za (Tubarão), de azul e negro.

Quatro cores são vedadas aos clãs comuns, salvo situações especiais: azul-escuro é a cor do luto, o bege (tecido não tingido) é a cor dos juízes, o ocre é característico de monges ou de sacerdotes ao realizar cerimônias em nome de todos os clãs e o dourado é reservado aos Xar (Glória), o clã imperial.