Dlandiá

De Crônicas de Atlântida - Wiki
Rimmon.gif

Dlandiá ou magia de possessão é um estilo de magia que lida principalmente com incorporação temporária de entidades do limbo e é conhecido em Atlântida como escola Rimmon de magia. Seus praticantes são chamados "incorporadores". Enquanto incorporam essas entidades, compartilham parcialmente de seus poderes.

Os rituais que se baseiam neste estilo de magia usam transe induzido pelo vinho, por certos alucinógenos ou pela dança ao som de instrumentos de percussão. O estilo Rimmon usa como receptáculos principalmente o tirso (bastão fálico, enfeitado com hera e pâmpanos, e rematado em forma de pinha), ou instrumentos em forma de lanças ou ferramentas de metal. A cor tradicionalmente associada é o fulvo, bronzeado, castanho-claro ou alaranjado.

As qualidades do estilo se exprimem em liberdade, rebeldia, espontaneidade e originalidade. Evitar provocações inúteis faz parte da sabedoria do libertário, mas submissão rotineira e acrítica às leis e autoridades prejudicam seriamente não só sua honra, como também sua habilidade mágica.