Linha do tempo

De Crônicas de Atlântida - Wiki

Cronologia dos principais acontecimentos na história conhecida de Kishar:

data evento
2007 afA Início do reinado de Adiur, considerado o fundador do Império Cari.
Aluli.jpg
1800 afA Fundação do Império Tlavatli.
Tlavatli.gif
1750 afA Fundação do Estado lemuriano de Jambu.
Jambu.gif
1550 afA Provável data da primeira fundação de Atlântis pelos tlavatlis. Sistema de canais e Sumidouro são construídos ao longo do milênio seguinte.
1530 afA Fundação do santuário de Xambala pelos helcarianos, na chamada Ilha Branca.
1500 afA Dinastia Quar funda o Império Senzar, regido por um conjunto de costumes conhecidos como Terod.
Senzar0.png
1000 afA O chefe Vaudana unifica tribos dengus do norte e funda o reino de Asugarta, núcleo do futuro Império de Agarta.
Rudra.jpg
500 afA Fomoris começam a ocupar a ilha de Daitya.
200 afA Os mugais criam uma federação de repúblicas e principados semi-independentes liderada pelo reino de Hah, o futuro Império Mugal.
Mugal.gif
100 afA Dinastia Quar perde o controle das cidades-estado periféricas do Império Senzar e volta a reinar praticamente apenas sobre Tolan.
6 afA Entronização de Dagana como Imperador cari e ruptura dos tratados de paz com o Império Tlavatli. Início da chamada Guerra dos Mil Anos.
Dagana.jpg
1 dfA Invasão cari da ilha de Rutá. Fundação mítica de Atlântis
46 dfA Pouco após a conquista cari, uma inscrição profética é deixada na já abandonada pirâmide de Raltlor.
50 dfA Fim da dinastia Quar e desintegração do primeiro império senzar.
75 dfA Nascimento de Dsengmao, fundador do clã Maav.
98 dfA Império senzar é reunificado por Guar Otis Quargad, fundador da dinastia Guar, que impõe ao império o conjunto de leis conhecidos como Ralrod.
Senzar2.gif
169 dfA Morre o imperador cari Dagana, após um reinado de 175 anos.
700 dfA Após uma vitória militar sobre Jambu, o Império Cari anexa o território mais tarde conhecido como Bárria.
770 dfA Asar é entronizado como imperador cari.
Asar.jpg
780 dfA Rudhra é entronizado como rei de Agarta.
786 dfA Rudhra inicia a conquista dos territórios helcarianos.
790 dfA O rei Rudhra conquista Xambala-Manova e assume o título de Manu, "imperador", fundando o Império de Agarta.
Rudra1.jpg
797 dfA O manu Rudhra conquista parte do Império Mugal.
808 dfA O manu Rudra é derrotado e morto na batalha de Tusbun, ao enfrentar o imperador cari Asar.
820 dfA A capital do Império Cari é transferida de Ki para Mempi.
858 dfA Morre o imperador cari Asar.
900 dfA Com o título de Generalíssimo ou Xió, o comandante das forças armadas do Império Senzar passa a exercer o poder de fato em nome do imperador.
1000 dfA Kinzhyn e Tjurtsi morrem em Zjoey e dão origem à gênia Kintjur.
Kintjur2.png
1295 dfA Tratado de paz entre os impérios cari e tlavatli encerra a Guerra dos Mil Anos.
1300 dfA O título de Generalíssimo do Império Senzar torna-se posse hereditária do clã Rió.
1513 dfA Após a morte inesperada e misteriosa de Usir, filho primogênito do agonizante imperador Sebeb, o segundo filho Sutah herda o trono do Império Cari, mas é desafiado por Haru, primogênito de Usir. Início da Guerra da Sucessão Cari, entre Haru e Sutah, que dilacera e enfraquece o Império Cari. Haru busca apoio de Agarta e Sutah de senzares e tlavatlis.
1538 dfA Sutah é morto em Kerne e Haru sai vitorioso da Guerra da Sucessão Cari, mas senzares e tlavatlis anexam as ilhas de Rutá e Daitya e as colônias de Karu, ocupadas por suas tropas durante a luta ao lado de Sutah.
1538 dfA Império Senzar funda um vice-reino com capital em Atlântis.
1547 dfA Morre o imperador cari Haru, sem conseguir retomar os territórios invadidos por senzares e tlavatlis.
1595 dfA Assassinato do último imperador senzar da dinastia Guar pelo seu Generalíssimo que funda a dinastia Rió. Início convencional da Idade das Trevas.
Senzar3.gif
1600 dfA Impérios senzar, tlavatli, cari e agarti começam a ser desintegrados por guerras civis e transformar-se em estados feudais.
1616 dfA Chefes das ilhas de Rutá proclamam independência dos impérios senzar e tlavatli, liderados por Atlás, suposto descendente de Varjá que se proclamou rei de Atlântida e Vatar da federação de Rutá. Os novos reinos passam a se reger por um conjunto de leis conhecido como Zanrod. Início do chamado período Kallohn, caracterizado por certo retrocesso cultural e criação da cultura sincrética própria de Atlântida. Daitya também se declara independente dos tlavatlis, sob uma dinastia de magos fomoris.
Atlante.gif
1727 dfA Dinastia Rió é deposta no Império Senzar e sucedida pela dinastia Zi.
Senzar1.gif
1732 dfA Quaxar, mãe do primeiro imperador de Atlântida e fundadora do clã Xar, é divinizada após sua morte.
Quaxar.jpg
1770 dfA Após sua morte, Atlás, primeiro imperador de Atlântida, é divinizado.
Atlas2.jpg
1849 dfA Sacerdotes, magos e mercadores atlantes começam a redescobrir artes e técnicas perdidas e criar outras novas. Início do período conhecido como Vordlen ou Renascença atlante.
2120 dfA Início da expansão do Império Atlante com a conquista de Daitya e Niakateiros. Fim convencional da Idade das Trevas.
Atlante pendao.gif
2144 dfA O Império Atlante inicia a conquista de Karu aos tlavatlis.
2148 dfA O Império Atlante completa a conquista de Karu.
Karu.gif
2188 dfA O Império Atlante toma Tlilan e completa a conquista do Império Tlavatli.
Tlapalan.gif
2202 dfA A fusão de nove gênias tlavatlis dá origem a Chiuknawat, a mais jovem das grandes divindades de Kishar.
Chiuknawat.png
2231 dfA Atlântida invade e conquista territórios ocidentais do Império Cari: Tamana, Tlitonté e Ikinava.
2262 dfA Nasce Kopinani.
Kopinani.jpg
2308 dfA Surya é entronizado como manu de Agarta.
Surja.jpg
2311 dfA Ano dos acontecimentos de "O recrutamento da mulher-dragão", conto a ser publicado na coletânea Dragões, da Editora Draco
2320 dfA Surya reunifica o Império de Agarta e começa a planejar a conquista do Império Mugal.
2340 dfA Após a morte de Surya, seu sucessor Rama é entronizado e inicia a conquista do Império Mugal.
Rama.png
2348 dfA Após ameaça de guerra por parte de Rama, Atlântida e Agarta negociam um pacto para a partilha dos remanescentes do Império Cari. Caberá a Agarta os territórios de Acaia, Bárria e Aíria.
2349 dfA Shudurul, soberano do que restava do Império Cari, presta vassalagem a Atlântida.
Shudurul.jpg
2358 dfA Rama completa a conquista de quase todo o antigo Império Mugal.
2365 dfA Atlântida e Agarta fazem ataque conjunto a Jambu e em seguida partilham e anexam os territórios conquistados. Os anexados por Atlântida tornam-se o vice-reino de Duaraka e os de Agarta, o reino de Bárata.
Duaraka.gif
2370 dfA Depois de tentativa de rebelião de Urningin, o último soberano cari, seu império é definitivamente abolido e seu território anexado por Atlântida, formando os vice-reinos de Musru e Kaldu.
Kaldu2.gif
2374 dfA Morte do manu Rama, após ter levado o Império de Agarta à sua máxima expansão.
2380 dfA O domínio de Bárria se torna Estado autônomo, vassalo de Agarta.
Barria.gif
2385 dfA O domínio de Acaia se torna estado autônomo, vassalo de Agarta.
Acaia.gif
2388 dfA O domínio de Aíria se torna estado autônomo, vassalo de Agarta.
Airia.gif
2399 dfA O domínio de Bárata se torna estado autônomo, vassalo de Agarta.
Barata.gif
2545 dfA Tribos caris rebeladas contra Bárria se estabelecem do outro lado do mar e fundam o reino de Ofir com apoio do Império Atlante.
Ofir.gif
2590 dfA Cai a monarquia em Bárria, transformada em república aristocrática. Bárria se torna cada vez mais independente de sua suserana Agarta, embora se mantenha como sua aliada.
2594 dfA Nascimento de Zi Temtés Jariô.
Jario.jpg
2602 dfA Conquista do Império Senzar pelo Império Atlante, formando os vice-reinos de Tolanté e Tersenté. A nova Zanrod de Atlântida substitui a Ralrod nesses territórios
Tolante2.gif
2604 dfA Nascimento de Quin Tixó Kasmin
Kasmin.jpg
2605 dfA Cai a monarquia em Acaia, transformada em federação de cidades-estado aristocráticas. Cada vez mais independente de Agarta, Acaia passa a manter com o suserano apenas uma relação simbólica e se torna, na prática, uma potência neutra entre Atlântida e Agarta.
2619 dfA Início do Sahr XVIII.
2630 dfA Ano dos acontecimentos de "Agora pode ser contado", conto publicado na coletânea Fantasias Urbanas, da Editora Draco.
2641 dfA Sobe ao trono o 59º Casal Imperial de Atlântida, formado por Xar Atlás Zandi e sua irmã Xar Atlás Tuzin.
Zandi.jpg
2644 dfA Ano dos acontecimentos de "Glicínias Suspensas", conto publicado na coletânea Erótica Fantástica (volume 1), da Editora Draco.
2652 dfA Fundação da Guilda dos Faroleiros.
2659 dfA Nasce Awesa.
Awesa.jpg
2661 dfA Nasce Artás.
Artas.jpg
2662 dfA Nascem Sistu e Odu Arpá.
Sistu.jpg
2663 dfA Nascem Tjurmyen e Beletsunu.
Beletsunu.jpg
2664 dfA Nasce Tiakat.
Tiakat.jpg
2682 dfA Nascimento de Hoengseng
2684 dfA Revolta de Zjoey: a população da ilha e vice-reino de Zjoey rebela-se contra o domínio do Império de Agarta, mas a rebelião é sufocada no mesmo ano. Um pequeno grupo de refugiados atinge o remanescente do Império Mugal e outro, menor, chega aos domínios atlantes, incluindo Bayguar, Tjaokun e Tjurmyen.
Tjurmyen.jpg
2686 dfA Zi Temtés Moam morre numa escaramuça de fronteira em Duaraka, em meio à disputa de um oásis entre o Império Atlante e Bárata.
2696 dfA Mineiros da província de Vetsen revoltam-se em Tersenté. Nascimento de Zhothaey.
Tersente.gif
2698 dfA Ano dos acontecimentos de "Louco por um feitiço", conto publicado em Eclipse ao pôr do sol e outros contos fantásticos.
2699 dfA Odu Arpá, bem-sucedido em sufocar a revolta de Vetsen ao comandar interinamente sua legião, é confirmado no posto de mentô.
2702 dfA Ano dos acontecimentos de Crônicas de Atlântida: O Tabuleiro dos Deuses. Comuna de Atlântis.
Comuna.gif
2703 dfA Ano do nascimento de Tlalpan e Zangzhen.
2705 dfA Ano do nascimento de Vasu. Hoengseng chega a Manova.
2719 dfA Ano do nascimento de Ahalya. Zhothaey chega a Manova.
2743 dfA Ano dos acontecimentos de Crônicas de Atlântida: O Olho de Agarta. Fundação do Reino do Bem Comum dos Povos do Norte Florido.
Vhapoeymini2.gif

Ver também

Império Cari

Império Senzar

Império Tlavatli

Império Mugal

Império de Agarta

Jambu

Império Atlante