Moam

De Crônicas de Atlântida - Wiki
Revisão de 00h52min de 24 de março de 2016 por Ictoon (discussão | contribs)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Moam com Sistu menino. Arte de Mariana Lopes Fogo

Zi Temtés Moam (de mo, "saber" e am, "sombra", "sombra do saber" em senzar) foi um zeciós senzar de Raltlor, sobrinho de Jariô e irmão de Sannó, que combateu pelo Exército atlante como senzé, no posto de xibastô de sua zebás. Foi ferido mortalmente em uma batalha na fronteira de Duaraka e Bárata e morreu durante a noite desse dia, recebendo honras de herói e promoção póstuma ao estatuto de hinciós. Sua família em Raltlor foi indenizada pelo Império com uma rica gleba de terra, excelente para a produção de uvas viníferas. Com sua morte, seu sobrinho Sistu passou ao poder avuncular de Jariô.