Quifur

De Crônicas de Atlântida - Wiki
Revisão de 19h32min de 29 de janeiro de 2016 por Ictoon (discussão | contribs)
Kyphur.jpg
Kifur.jpg

O quifur (Kisharofelis kifur) ou lince-de-Atlântida é um carnívoro semelhante a um guepardo ou um serval muito grande e de pelo pintado ou negro, cujas fêmeas são notórias pela ferocidade para com machos que tentem forçá-las. Um macho médio pesa em torno de 43 quilos e têm 1,30 metro de comprimento, mais 45 centímetros de cauda, com 80 centímetros de altura; as fêmeas pesam 32 quilos e são um pouco menores. É nativo de Rutá, mas foi domesticado e levado para todas as partes do Império Atlante. As presas da fêmea são usadas na confecção do pekenan.

É um predador astuto, versátil e oportunista, ativo de dia ou de noite (mas basicamente noturno na vizinhança de povoações humanas) e geralmente solitário que caça principalmente lebres e pássaros, mas as vezes dois deles caçam juntos para abater uma presa maior, como um veado ou um carneiro selvagem.

São os mais furtivos animais do seu tamanho, têm uma visão tão apurada quanto a de um lince, são bons nadadores e escalam árvores e rochas com facilidade. Como o serval, costuma assustar aves pousadas e saltar para apanhá-las no ar, antes que possam voar para longe. Quifures selvagens vezes atacam animais domésticos (inclusive potros e cães), mas nunca humanos, a menos que sejam encurralados. Nesse caso, podem ser muito perigosos: atacam no momento inesperado e de forma imprevisível, geralmente a mais letal que estiver a seu alcance – garganta ou baixo ventre.

Reproduzem-se em qualquer época do ano. A gestação dura 75 dias e em geral nascem dois ou três filhotes em cada parto. São amamentados durante seis meses e chegam à maturidade sexual aos 3 ou 4 anos. A longevidade média em liberdade é de 18 a 20 anos; em cativeiro, podem viver até 60 anos.

Embora inteligentes, são difíceis de domesticar. Podem aprender truques complexos com a mesma facilidade que um chimpanzé, mas são orgulhosos, pouco obedientes e muito imprevisíveis. Entretanto, se chegarem a se afeiçoar a um humano, tentarão defendê-lo com todos os seus recursos, que não são poucos. Um quifur pode abater um mastim ou dogue alemão com precisão e surpreendente facilidade.