Sudiá

De Crônicas de Atlântida - Wiki
Nikkal1.gif

Sudiá ou tecnomagia é um estilo de magia que lida principalmente com a construção de artefatos e é conhecido em Atlântida como escola Nikkal de magia. Seus praticantes são chamados sudia'an, o que pode ser traduzido como "tecnomago" ou "artesão mágico". É uma escola muito controlada e vigiada pelo Estado, visto que domina segredos fundamentais para o poderio econômico e militar de um império, como a produção de espadas e armaduras mágicas e a construção de máquinas voadoras e de navios que se movem sem remos.

Os rituais que se baseiam neste estilo de magia são discretos e caseiros, envolvendo palavras secretas, simpatias e disposição geométrica cuidadosa de objetos e componentes. O mago em estilo Nikkal é essencialmente um artesão cuidadoso e um compenetrado pesquisador da geometria mágica. Seu modelo poderia ser Dédalo, o famoso artesão do rei Minos.

Os receptáculos deste estilo costumam ser objetos construídos pelo próprio artesão. Medalhões, bússolas geomânticas e martelos também são muito usados. Grandes cristais de energia são itens essenciais à construção de artefatos mágicos mais poderosos.

As qualidades do estilo Nikkal se exprimem em lealdade, obediência e excelência artesanal. Insistir na necessidade de perfeição técnica e estética faz parte de seus deveres e proteger-se e aos seus da injustiça dos superiores é respeitável, mas traí-los ou defraudá-los compromete seriamente não só sua honra, como também sua habilidade no estilo Nikkal.