Página principal

Templo de Varjá

De Wiki - Crônicas de Atlântida

Templo de Varjá em Atlântis (exterior)

O Templo de Varjá (em senzar, Vahrjacé) ou, mais formalmente, Templo de Quaxar e Varjá (em senzar, Quaxarvahrjacé), é o grande templo consagrado a Quaxar e a Varjá que está situado na Acrópole central da Cidade Proibida e é o centro e a sede simbólica do Império Atlante. O acesso normalmente é interditado, e é rodeado de um fecho de ouro.

Segundo a lenda, foi na gruta a seus pés que de início Quaxar e Varjá conceberam e deram à luz os fundadores das dez dinastias reais. Lá, a cada ano, vêm-se dos dez reinos da ilha de Rutá oferecer a cada um desses deuses os sacrifícios da estação e a cada cinco ou seis anos, para os ritos do Kih.

O santuário de Varjá tem um comprimento de duzentos metros, largura de cem metros e uma altura proporcionada. Revestiram de prata todo o exterior do santuário, exceto as arestas de espigão, e estas arestas eram de ouro. No interior, a cobertura é toda de marfim e inteiramente ornada de ouro, prata e oricalco.

Os muros, as colunas, o pavimento, guarneceram-no de oricalco. Aí colocaram estátuas de ouro: o deus de pé sobre seu carro, atrelado com seis cavalos alados, e era tão grande que o cimo de sua cabeça tocava o teto. Em círculo, em torno dele, as cem nereidas sobre seus delfins. Há também no interior grande quantidade de outras estátuas, oferecidas por particulares. Em torno do santuário, no exterior, erguem-se, em ouro, as efígies de todas as mulheres dos dez reis e de todos os descendentes que engendraram, e numerosas outras grandes estátuas votivas de reis e de particulares, originárias da cidade mesma, ou de países estrangeiros sobre os quais tinham soberania. Por suas dimensões e por seu trabalho, o altar responde a esse esplendor, e o palácio imperial é proporcional à grandeza do império e à riqueza dos ornamentos do santuário.

Ferramentas pessoais
TOOLBOX
LANGUAGES
Acessos