Página principal

Ziaans

De Wiki - Crônicas de Atlântida

Ziaan yaksha
Ziaan yaksha

Os ziaans são humanoides (Kisharanthropus pygmaeus) de estatura relativamente baixa no mundo de Kishar.

Descrição

São geralmente reconhecidas três variedades de ziaans:

  • Yakshas, de pele negra, mais baixos e geralmente mais selvagens, vivem em Masté, Ralté, Lemté e Nungar, associando-se principalmente aos lems Rakshasa e Takshaka, que têm mais que o dobro de sua altura.
  • Durgars, de pele parda, mais altos e esguios, vivem nas mesmas regiões e associam-se principalmente a lems das raça Murus e Ramoahal, mais sedentários.
  • Luchorpas, ainda mais baixos que os yakshas, de pele morena ou pálida, vivem em pequenos grupos nômades nas estepes e florestas temperadas mais selvagens de Tuté, onde os lems estão extintos.

Reprodução

As crianças nascem depois de uma gravidez de 9 meses. Começam a andar e falar entre 12 e 18 meses. Os dentes de leite surgem entre seis meses e dois anos e são substituídos pelos permanentes entre os 6 e os 12 anos). Geralmente chegam à puberdade aos 13 anos e completam o crescimento até cerca de 17 anos (mulheres) ou 20 anos (homens). A longevidade potencial é de cerca de 170 anos, mas poucos chegam a envelhecer.

Cultura

As tribos ziaans resistem a prestar vassalagem aos poderes estrangeiros: preferem, sempre que possível, refugiar-se em locais inóspitos, mantendo seus costumes. Entre estes, está a simbiose ancestral dos yakshas e durgar, nativos dos trópicos, com os lems, com os quais se associam e compartilham a língua e a religião xamânica. Caçam, plantam e constroem em conjunto, dividindo tarefas de acordo com velhos costumes. De forma geral, os lemurianos se alimentam de caça grossa (principalmente grandes répteis) e nozes, enquanto os ziaans ficam com as aves, mamíferos pequenos e médios, frutas, cogumelos e raízes. A típica unidade social é uma tribo com 500 lems e 1.500 ziaans. Há, porém, alguns grandes centros cerimoniais ziaan-lem com milhares de habitantes, dos quais o mais famoso é Muror, em Lemté.

Já os luchorpas, menos numerosos, não têm lems com que se associar e se refugiam em montanhas e florestas de regiões frias e temperadas, vivendo em pequenas hordas – tipicamente, 50 a 200 membros.

Além de parecerem fisicamente impossíveis, as relações sexuais entre lems e ziaans são vedadas por tabus extremamente rígidos. Dizem suas lendas que do cruzamento das duas espécies surgiram os atlantes, os agartianos e todos os problemas dos ziaans e lems.

Ferramentas pessoais
TOOLBOX
LANGUAGES
Acessos