Mudanças entre as edições de "Monte Atlás"

De Crônicas de Atlântida - Wiki
 
(2 revisões intermediárias pelo mesmo usuário não estão sendo mostradas)
Linha 1: Linha 1:
O '''monte Atlás''', '''Atlassen''' em [[senzar]], é o ponto culminante da ilha de [[Rutá]], com 6.715 metros de altitude. É um vulcão extinto e em suas encostas são encontradas inúmeras fontes de água quente ou fria. É também conhecido pelo nome arcaico de [[Muhsen]].
+
[[Imagem:Monteatlas.jpg|right|300px]]
 +
O '''monte Atlás''', '''Atlassen''' em [[senzar]], é o ponto culminante de [[Atlanté]] e da ilha de [[Rutá]], com 6.715 metros de altitude. É um vulcão extinto e em suas encostas são encontradas inúmeras fontes de água quente ou fria. É também conhecido pelo nome arcaico de [[Muhsen]].
  
A montanha, os vales que o cercam e suas encostas são considerados sagrados e mantidas como reserva praticamente intocada, salvo por um complexo de templos dedicado a [[Atlás]], [[Varjá]], [[Quaxar]] e [[Muxan]]. A área é usada também para as provas de iniciação, sobrevivência e autonomia dos oficiais masculinos do [[Exército atlante|Exército]] e [[Marinha atlante|Marinha]] que completaram o treinamento básico na [[Academia militar]].
+
A montanha, os vales que o cercam e suas encostas são considerados sagrados e mantidas como reserva praticamente intocada, salvo por um complexo de templos dedicado a [[Atlás]], [[Varjá]], [[Quaxar]] e [[Muxan]]. A área é usada também para as provas de iniciação, sobrevivência e autonomia dos oficiais masculinos do [[Exército atlante|Exército]] e [[Marinha atlante|Marinha]] que completaram o treinamento básico na [[Academia Militar]].
  
 
[[Categoria: Kisharografia]]
 
[[Categoria: Kisharografia]]

Edição atual tal como às 00h26min de 16 de junho de 2010

Monteatlas.jpg

O monte Atlás, Atlassen em senzar, é o ponto culminante de Atlanté e da ilha de Rutá, com 6.715 metros de altitude. É um vulcão extinto e em suas encostas são encontradas inúmeras fontes de água quente ou fria. É também conhecido pelo nome arcaico de Muhsen.

A montanha, os vales que o cercam e suas encostas são considerados sagrados e mantidas como reserva praticamente intocada, salvo por um complexo de templos dedicado a Atlás, Varjá, Quaxar e Muxan. A área é usada também para as provas de iniciação, sobrevivência e autonomia dos oficiais masculinos do Exército e Marinha que completaram o treinamento básico na Academia Militar.