Página principal

Alguanté

De Wiki - Crônicas de Atlântida

(Diferença entre revisões)
Linha 1: Linha 1:
-
'''Alguanté''' ("Terra dos Bons Rebanhos"), '''Eumelos''' em grego, é o segundo dos reinos de Poseidônis em riqueza e poderio. Seu soberano administra, além do seu próprio reino, extensas colônias em [[Tuté]], o continente a leste. É um Estado mais centralizado e autoritário que o da Atlântida; divide-se em vinte províncias cujos governadores são nomeados pelo rei. As vilas e cidades, porém, têm alcaides e conselheiros eleitos pelo povo.
 
{{Reinos|
{{Reinos|
| nome            = Alguanté
| nome            = Alguanté
Linha 8: Linha 7:
| grupos          = [[fomoris]] (60%), [[senzares]] (20%), [[tlavatlis]] (10%), [[caris]] (5%), outros (5%)
| grupos          = [[fomoris]] (60%), [[senzares]] (20%), [[tlavatlis]] (10%), [[caris]] (5%), outros (5%)
| pop_capital    = 2.096.000
| pop_capital    = 2.096.000
-
}}
+
}}'''Alguanté''' ("Terra dos Bons Rebanhos"), '''Eumelos''' em grego, é o segundo dos reinos de Poseidônis em riqueza e poderio. Seu soberano administra, além do seu próprio reino, extensas colônias em [[Tuté]], o continente a leste. É um Estado mais centralizado e autoritário que o da Atlântida; divide-se em vinte províncias cujos governadores são nomeados pelo rei. As vilas e cidades, porém, têm alcaides e conselheiros eleitos pelo povo.
 +
 
Os habitantes de Alguanté e, principalmente, os cidadãos de sua capital '''Gadiros''', são conhecidos como alegres e sensuais. Adoram música, dança, arte e espetáculos circenses e são profundamente devotados à família e à deusa-mãe. Dançar com touros, ou taurorquese, é o esporte nacional: numa arena, os dançarinos brincam com os touros e fazem cambalhotas sobre seus chifres, mas não o matam. É também um povo orgulhoso, leal e corajoso, disposto a lutar e matar pelo que considera questões de honra.
Os habitantes de Alguanté e, principalmente, os cidadãos de sua capital '''Gadiros''', são conhecidos como alegres e sensuais. Adoram música, dança, arte e espetáculos circenses e são profundamente devotados à família e à deusa-mãe. Dançar com touros, ou taurorquese, é o esporte nacional: numa arena, os dançarinos brincam com os touros e fazem cambalhotas sobre seus chifres, mas não o matam. É também um povo orgulhoso, leal e corajoso, disposto a lutar e matar pelo que considera questões de honra.

Edição de 00h35min de 25 de Julho de 2009

Alguanté
[[Imagem:{{{bandeira}}}|200px]]
Também conhecido como:
Eumelos, Gadiros
População:
32.000.000 habitantes
Área:
445.000 km²
Grupos étnicos:
fomoris (60%), senzares (20%), tlavatlis (10%), caris (5%), outros (5%)
Capital:
Gadiros
População da capital:
2.096.000 habitantes

Alguanté ("Terra dos Bons Rebanhos"), Eumelos em grego, é o segundo dos reinos de Poseidônis em riqueza e poderio. Seu soberano administra, além do seu próprio reino, extensas colônias em Tuté, o continente a leste. É um Estado mais centralizado e autoritário que o da Atlântida; divide-se em vinte províncias cujos governadores são nomeados pelo rei. As vilas e cidades, porém, têm alcaides e conselheiros eleitos pelo povo.

Os habitantes de Alguanté e, principalmente, os cidadãos de sua capital Gadiros, são conhecidos como alegres e sensuais. Adoram música, dança, arte e espetáculos circenses e são profundamente devotados à família e à deusa-mãe. Dançar com touros, ou taurorquese, é o esporte nacional: numa arena, os dançarinos brincam com os touros e fazem cambalhotas sobre seus chifres, mas não o matam. É também um povo orgulhoso, leal e corajoso, disposto a lutar e matar pelo que considera questões de honra.

O clima é mediterrâneo, ligeiramente menos quente que o de Atlântida. O território divide-se entre montanhas, colinas e vales férteis, principalmente o do caudaloso rio Alguan, navegável quase até a fronteira de Atlântida. O reino é famoso pela qualidade dos rebanhos bovinos, nos campos das terras baixas, e do gado ovino, nas montanhas. Há densos bosques, cheios de touros selvagens, ursos, lobos, veados e javalis.

Ferramentas pessoais
TOOLBOX
LANGUAGES
Acessos